Fechamento do Ibovespa e cotação do dólar desta terça (06/08)

PUBLICIDADE

O IBOVESPA fechou em forte alta nesta terça (06) seguindo as bolsas norte-americanas, que registraram seus maiores ganhos diários em 8 semanas. Os índices Dow Jones, S&P 500 e Nasdaq subiram 1,2%, 1,3% e 1,4% respectivamente.

A melhora no ambiente externo se deu a sinalização dos EUA de que seguirão negociando com a China. Segundo, Larry Kudlow, assessor econômico da Casa Branca, Trump, gostaria de continuar as conversações para encerrar a guerra comercial entre eles.

O IBOVESPA subiu 2,06% a 102.163 pontos com volume financeiro negociado de R$ 17,79 bilhões. Essa alta foi a maior desde 21 de maio.

Além disso, a calmaria desta terça é consequência do movimento da China para estabilizar a sua moeda. O PBoC (Banco Popular da China), definiu hoje a correção diária do câmbio em nível mais forte do que os analistas esperavam, o que ajudou a diminuir a tensão entre os investidores.

No entanto, as tensões comerciais tiveram o efeito imediato de atrapalharem os planos do Federal Reserve. Que, aliás, indicou na ultima decisão de juros não estar com um cilo de cortes nas taxas engatilhado diante do bom desempenho da economia doméstica norte-americana.

Portanto, dependendo dos próximos passos de Trump e dos Chineses, o impacto do cenário externo, que pode trazer uma guerra cambial, deve ser levado em conta pelos membros do Fed nas próximas reuniões.

Dólar

O dólar teve uma pequena variação negativa de 0,03% a R$ 3,9555 na compra e na venda, R$ 3,956. Já o dólar futuro, com vencimento para setembro caí 0,51% a R$ 3,9625.

Brasil

Já no Brasil, o assunto ainda é a reforma da previdência. Em relação a ela, o ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, afirma que o governo espera votar o texto que modifica as regras das aposentadorias no Senado entre os dias 20 e 30 de setembro.

No entanto, na Câmara, a expectativa do Planalto é conseguir aprovar a proposta em segundo turno entre terça, 6 e amanha, quarta, 7. Onyx comenta “Estamos nesta retomada. Vamos azeitar aí as relações do poder Executivo e o Legislativo para que a gente tenha boas vitórias em favor do Brasil”.

Amanhã, Onyx, deve ter uma café da manhã com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), para, assim, mapear os votos do segundo turno. Além disso, o governo espera manter o placar da primeira votação, de 379 votos favoráveis. O chefe da casa civil afirma, “Nos nossos cálculos, a gente deve, a principio, manter o placar. Se tiver alguma perda, pode ser por um ou dois votos. Não mais do que isso”.

Desta maneira, o governo concorda ainda incluir Estados e municípios na mudanças previdenciárias por meio de outra Proposta de Emenda à Constituição (PEC). O ministro-chefe da Casa Civil, afirmou que o assunto seja discutido paralelamente à tramitação da reforma da Previdência no Senado, mas em outro texto.

Além disso, a extensão das novas regras e aposentadoria para servidores estaduais e municipais foi retirada da reforma que o governo elaborou pelos deputados federais. Onyx disse que a principio o Planalto concorda com a articulação de líderes do Senado de colocar o item em uma PEC paralela.

Essas informações foram retiradas do Banco Central.

Aviso:
O portal INFOS BRASIL é um site jornalístico, com finalidade informativa, não vendemos produtos ou serviços e você não poderá se cadastrar ou adquirir serviços. Para mais informações acesse nosso TERMOS DE USO.


Leave a Reply